Tacacá, prato típico da culinária amazônica, ganha versão em pó

O pesquisador, Daniel Alves Filho, da Bionorte - Rede de Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal, conseguiu transformar essa iguaria em uma versão em pó, de preparo rápido e fácil

24 Maio 2021

De origem indígena, o tacacá é uma comida típica da região amazônica. O caldo amarelado à base de mandioca, chamado de tucupi, preparado com goma, camarão e jambu é servido bem quente em cuias. O pesquisador, Daniel Alves Filho, da Bionorte – Rede de Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal, conseguiu transformar essa iguaria em uma versão em pó, de preparo rápido e fácil.

“Ele pode ser preparado em um tempo de um minuto. O nosso produto contém 30% de proteínas, vitaminas, sais minerais; é rico em fibras e também ele possui um ‘efeito viagra’. É um produto muito bom para ser consumido em climas frios.”

Pra chegar ao tacacá em pó, foram sete anos de pesquisa no programa de pós-graduação em Biodiversidade e Biotecnologia, da Universidade Federal do Acre. A maior dificuldade foi encontrar ingredientes que pudessem deixar o produto com sabor bem próximo do original. O coordenador da Rede Bionorte, Anselmo Rodriguez, destaca a importância da pesquisa.

“A herança dessa cultura alimentar na população ribeirinha, remanescente, e como símbolo da cultura regional, por isso, a importância do caso. Eu também sou testemunha porque eu também provei essa sopa em pó do tacacá e é muito gostosa, muito parecida. Inclusive, tem camarão, tem todos os ingredientes necessários.”

A fórmula do tacacá em pó já está definida. O próximo passo agora é fazer parcerias com empresas e tornar o produto acessível para comercialização, levando o sabor da Amazônia até para outros países.

Comentários
WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de suporte ao cliente está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
👋 Oi, como posso ajudar?